IMPRESSÕES DE JORGE AO CONHECER PRETO DU

by Simples Rap'ortagem | 09:15 in |


“E até hoje eu to na batalha
Troquei o boné pro lado pelo chapéu de palha
Pelo nordeste minha criatividade malha
Sou da classe media mas não me tornei canalha”
Preto Du - música Não Me Subestimem


Foto: Carol Garcia
Jorge conta: "Me identifiquei rapidamente com suas idéias e pela maneira simples de ser. Morador do bairro nobre Pituba, me sensibilizou um fato que aconteceu quando ainda criança. Ele contou que na época, junto com seu melhor amigo Eric, resolveu brincar de pedir dinheiro na sinaleira. Eric era uma criança negra, filho de uma moça que trabalhava como doméstica no apartamento vizinho ao dele. Na brincadeira Preto Du percebeu que era nítida a diferença de tratamento entre ele e seu amigo Éric. As pessoas que estavam nos carros tratavam Éric com indiferença, como se fosse mais um, porém com ele havia todo um cuidado e atenção. Coisas do tipo: “que menino lindo”, “o que você ta fazendo na rua querido, vá pra casa”, “aqui não é lugar pra você estar não, onde você mora?”".
(Trecho do Livro: BAHIA COM "H" DE HIP-HOP")