PROJETO QUADRO NEGRO (2004-2005)

by Simples Rap'ortagem | 15:12 in |


O QUE É?

Ação educativa e artística do grupo Simples Rap’ortagem, de valorização e fortalecimento da identidade negra, envolvendo a relação do Hip-Hop com diferentes expressões culturais e personalidades.



QUAIS AS ETAPAS DO PROJETO?

·    Produção do CD Quadro Negro (2004)
·    Evento “Hip-Hop Pelas Cotas: Uma Reação Afirmativa” (2004)
·    Projeto Quadro Negro nas escolas (2005)
·    Temporada de Shows Quadro Negro (2005)



É um CD institucional que contém uma única música, intitulada Quadro Negro. A música é um Rap de 11 minutos, de caráter educativo e poético, que aborda questões históricas e conceituais sobre negritude e Ações Afirmativas. Não se enquadra no padrão comercial e geralmente é veiculada em rádios comunitárias. Tem se tornado um referencial pedagógico no reforço à Lei 10.639, auxiliando profissionais de educação e embasando as discussões sobre cotas nas universidades. O CD faz parte do Programa de Ações Afirmativas da UFBA. Baixe o CD







Atividade de lançamento do CD Quadro Negro. Evento de caráter artístico e educativo que articulou os cinco elementos do Hip-Hop e as presenças de diversas personalidades do meio acadêmico e do Movimento Negro para debater a importância das cotas e demais Ações Afirmativas.







Ação educativa utilizando elementos da cultura Hip-Hop em debates, oficinas, exibição de vídeo e apresentações, objetivando sensibilizar educandos da Rede Pública quanto aos temas: Cotas, Universidade Pública, Movimento Hip-Hop e Racismo. Articulou a parceria com 6 colégios públicos estaduais:

·    Renan Baleeiro (Bairro Águas Claras)
·    Clériston Andrade (Bairro Itacaranha)
·    Noêmia Rego (Bairro Valéria)
·    Alberto Valença (Bairro São Gonçalo)
·    Cidade de Curitiba (Bairro Eng. Velho de Brotas)
·    Bertholdo Cirilo (Bairro São João do Cabrito)



Temporada de shows que a banda realizou no Teatro Gregório de Matos em outubro de 2005 articulando o Hip-Hop e diferentes expressões artísticas com propósito de valorização da cultura negra. Na Temporada, a Simples Rap’ortagem realizou uma campanha de doação de livros para a comunidade carcerária do Presídio Lemos de Brito. Dez livros doados eram trocados por um CD Quadro Negro. Foram arrecadados 230 livros destinados a compor a criação da primeira biblioteca no Pavilhão 3 do presídio.



REPERCUSSÃO


A letra da música Quadro Negro é utilizada como atividade pedagógica no livro "Raças e Etnias - Adolescentes e jovens para a educação entre pares"- Saúde e Prevenção nas Escolas, do Ministério da Saúde. Acesse o livro

Citado no artigo "O hip-hop sob o olhar das mulheres. Aproximações com o feminismo negro?", de Lícia Maria de Lima Barbosa, UFBA. Acesse o Artigo


Citada no artigo "O rap como prática de letramento em comunidades populares", de Francisco Flores e Manuela Souz. Acesse o artigo


Citado no artigo “Trançando Aspectos Lúdico-Estéticos por uma Epistemologia Africano-Brasileira na Educação: Rap e Cordel pela Po-Ética do Ser”, de Sérgio Ricardo e Mille Carolin, UNEB. Acesse o artigo


Ciatada na monografia "Rap: uma experiência pedagógica na reafirmação da cultura da criança negra." de Josenilda Débora, UNEB, 2009. Acesse a monografia

O Projeto Quadro Negro foi base para a monografia “Movimento Hip-Hop: Educação em Quatro Elementos”, UFBA, de Ana Paula Conceição Oliveira (Paula Azeviche), na época MC do grupo Simples Rap’ortagem, quem fez a coordenação pedagógica do Projeto. Acesse a monografia

A música foi citada na dissertação de Ana Paula Conceição Oliveira, "Diplomatas Negros (as): Ação Afirmativa no Instituto Rio Branco e Trajetórias de Diplomatas (ex) Bolsistas", UFBA. Acesse a dissertação


Foi citado na dissertação “Hip-Hop, Educação e Poder: O Rap como Instrumento de Educação Não-Formal”, de Ivan dos Santos Messias, apresentada ao programa Multidisciplinar de Pós-Graduação em Cultura e Sociedade da Universidade Federal da Bahia, na Faculdade de Comunicação, como requisito para obtenção do grau de Mestre em Cultura e Sociedade. Acesse a dissertação

Foi citado no artigo “Relação de Mercado e Trabalho Social no Hip-Hop”, de Jorge Hilton, publicado na Revista Científica CADERNOS DO CEAS - N° 223 julho/setembro 2006. Acesse o artigo

Foi referendado no livro “Identidade Negra: Direitos Humanos e Fortalecimento das Organizações Populares”, publicado pela CESE em 2010, organização que apoiou o Projeto em uma de suas etapas. Acesse o livro

Citado na monografia de defesa no Bacharelado em Pedagogia “A Representação do Negro em Obras Infantis de Monteiro Lobato”, de Jaqueline Silva Miranda – Faculdade Regional da Bahia – UNIRB, em 2009. Acesse essa monografia

A música Quadro Negro foi citada no Artigo "Noções de Identidade na Comunidade do Engenho Velho de Brotas" Revista África e africanidades, autoria de Heloisa Ferreira Chagas. Acesse esse artigo.

Foi citado no documentário para conclusão do curso de Comunicação da UFBA – 2009: “Hip-Hop e Educação Popular”, de Rebeca Bastos. Acesse o Vídeo


Citado na monografia "A Ressignificação dos Elementos do Movimento Hip-Hop na Cidade de Salvador" de Valfrido Moraes, UFBA.

Citado na dissertação "A Rede Aiyê Hip Hop e suas Interconexões Sócio-Culturais", de Valfrido Moraes, UFBA.


A letra Quadro Negro compõe o Módulo 3, do Curso de Formação para o Ensino de História e Cultura Afro-brasileira do Centro de Estudos Afro Orientais (2009). 

A música Quadro Negro foi incluída no Caderno N° 1 da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia “Diálogos entre a UFRB, as Escolas de Ensino Médio e as Comunidades do Recôncavo”.

A música Quadro Negro foi trabalhada por alunos do Instituto Steve Biko através da professora Denise. Jovens de comunidades populares que se preparam para o ingresso em cursos superiores como Administração, Engenharia, Medicina, Direito, Psicologia, Matemática, Química, Física e dentre outros! Essa atividade resultou em produções de fotoclipes. Confira alguns:
-Fotoclipe 1
-Fotoclipe 2


A música Quadro Negro foi base para o vídeo do UNIAFRO 2007 - Programa Preparatório para a Promoção da Igualdade Étnico-Racial na Educação.

Trecho da música Quadro Negro ilustrou o livro “História na Contemporaneidade”, do historiador e professor Renato Santos (pag. 133).

O Projeto será abordado no livro “Bahia com H de Hip-Hop”, de autoria de Jorge Hilton, a ser concluído em 2011.

As diferentes etapas do Projeto foram registradas em vídeos, além do registro musical e histórico do CD QUADRO NEGRO

VÍDEOS:


O vídeo Projeto Quadro Negro nas escolas foi exibido no 11° Festival Brasileiro de Cinema Universitário no Rio de Janeiro, e na Mostra de Filmes da Universidade Estadual de Feira de Santana – BA.

A experiência do Projeto foi apresentada em oficina por Jorge Hilton em diversos espaços, a exemplo para estudantes cotistas do Programa UNIAFRO em Salvador e nos municípios baianos Itaberaba (para membros da comunidade e do MST) e Irecê (para professores num evento realizado pela Faculdade de Educação da UFBA). 

As ações ligadas ao Projeto Quadro Negro repercutiram em diversos sites nacionais e internacionais, principalmente através de vídeos. Seguem alguns links:


Experiência do Projeto veiculado no programa Nacional: OUTRO OLHAR, pela TV BRASIL - Empresa Brasileira de Comunicação:


Link da experiência do Projeto publicada num Blog em Belém – PA, título da postagem “Medidas Simples de grande alcance”:

Links das publicações em sites internacionais:



ESTADOS UNIDOS:

OBSERVATÓRIO AFRO-LATINO:



QUEM APOIOU?
Em cada etapa, o projeto contou com apoio específico e de diferentes naturezas. Organizações apoiadoras:

Fundação Palmares, UNICEF, CESE, FASE, Prefeitura de Salvador, através da Fundação Gregório de Matos, UFBA através da Pró-Reitoria de Extensão, CEAO – Centro de Estudos Afro-Orientais e TV UFBA. Apoiaram também: Image Nation, Lar Joana Angélica, Levit Bahia, Negra Jhô e Rede Aiyê Hip-Hop.