SAMBA DE RODA

by Simples Rap'ortagem | 16:36 in |

AUTORIA: Jorge Hilton

Pelo Rio, Paraguaçu eu sabia
Que o samba, surgiu foi na Bahia
Quem não reconhece isso, bom sujeito não é
É ruim da cabeça ou age com má fé
Até Seu Jiló apresentou o Maxixe
Disse que nem o coração mais amargo resiste
O fruto deu em cacho, se desenvolveu
E assim que o dendê no pé nasceu
Sai, sai, sai ô piaba, saia da lagoa
Bota a mão na cabeça e outra na cintura
Dá uma rasteira nesse povo que não ta com nada
Que só pra besteira, tem língua afiada
Se não sabe o que é calundu que se calem
Deixa que digam, quem pensem, que falem
Pois quem foi pego pela praga
Já tem uma vida amarga

Refrão
Atenção, bote fé naquela praga
De quem não sambar, terá uma vida amarga


Rebolar, vem da etnia Rebolo
Lembrar, África matriz, o miolo
Que ta no DNA de cada crioulo
Se o mundo inteiro é mestiço,
Todo mundo no bolo
Na roda a cultura fortalece
Tudo acontece, o talento cresce
Roda de capoeira, roda de samba
Roda de breaking, olha a ciranda
Recôncavo, olha as pernas pro ar
Régua e compasso, b.boys a dançar
B.girls, rodam a baiana
Ensinam atitude pra essa fulana
Com papo, de quem, não sabe dançar
Que não sabe aprender, tem vergonha do olhar
De quem censura, deixa lá
Caia na roda e vem sambar

Refrão
Atenção, bote fé naquela praga
De quem não sambar, terá uma vida amarga


Seu Jongo falou que isso é coisa chula
Ta de burucutu, pra quem confabula
De butuca não pisa na bola
Que vai ter choro, vai ser viola
A Dona Semba, é mãe de toda galera
Ela se lembra, que os filhos, sofreram a vera
Acreditando que tudo, que é mal se supera
Tem netos, bisnetos que hoje prosperam
Pode sambar no estilo estranho engraçado
Estilo gringo, desengonçado
Vale a atitude, dançar trás luz
Dance no estilo coisinha de jesus
A roda agora é pra improvisar
Na dança, pode se jogar
De qualquer jeito, na parada
Para tomar umbigada


DEMOCLIP "SAMBA DE RODA"