BATOM

by Simples Rap'ortagem | 17:29 in |

Participação: André Lima
Autoria: Preto Du

Ela é trabalho, ela é batom
Sabe dizer não e sabe o que é bom
Ela é perfume, ela é suor
É uma canção que eu não sei de cor

Ela é tão forte que eu nem sei se chora
É tão decidida por dentro e por fora
Ela é tão linda até quando soluça
É sempre bem vinda, aonde chega aguça
Os olhares e as glândulas salivares
Ela é a poesia dos sucessos populares
E eu? Sou pirata desvendando os 7 mares
Enxergando ela em todos os pares
Sou cientista em busca de uma meta
Ela é meu grito de liberdade, Eureca
Sou cientista em busca de uma meta
Ela é meu grito de liberdade, Eureca

Ela é trabalho, ela é batom
Sabe dizer não e sabe o que é bom
Ela é perfume, ela é suor
É uma canção que eu não sei de cor

Uma canção de acordes complicados
Destino, dos meus verbos gaguejados
Ela é malícia, mas é caridosa
É educada, mas é orgulhosa
Ariana ou leonina
Ela é o zodíaco, ela é feminina
É uma história de feliz para sempre
Uma leoa no peito e ventre
Ela é daquele tipo de mulher
Que quebra o salto e continua em pé
Ela é daquele tipo de mulher
Que quebra o salto e continua em pé

Ela é trabalho, ela é batom
Sabe dizer não e sabe o que é bom
Ela é perfume, ela é suor

É uma canção que eu não sei de cor