REESSA E KIPÔ

by Simples Rap'ortagem | 17:26 in |


Autoria: Jorge Hilton

Reessa é uma menina muito danada
Uma chinesa fascinada
Em manter a tradição da sua nação
Prosperar em outro país, melhorar a condição
Seus pais fizeram isso no Paraguai
Ela veio pro Brasil, ela quer mais
Desembarcou na terra do dendê
Que ela só gostou pois serviu, pra vender
A missão é derrubar
A concorrência, se proliferar
Mas se deparou
Com uma barreira
Essa barreira se chama Kipô
De família, angolana que ali montou
A mais famosa loja da redondeza
O destino de ambição prometia surpresa

Reessa, Kipô
Reessa, Kipô
Kipô, Kipô, Kipô Reessa

Reessa se articula com os seus, dissemina
Variedades, produtos da China
Eles chegam como quem não quer nada
Compram tudo, logo tem dominada
A região, todas as lojas em suas mãos
Kipô foi o único, disse não
Tornou-se calo nos planos de Reessa
Que tinha uma meta, não queria conversa
Golpe de mestra
Fez Kipô se divorciar
Seduzido
Pela chinesa
Em seu nome a loja da família Kipô
Com um chute na bunda se consagrou
Um plano, secreto, político se aproxima
Os países do mundo colônia da China

Reessa, Kipô
Reessa, Kipô
Kipô, Kipô, Kipô Reessa

Começou com uma loja na Baixa dos Sapateiros
Em 20 anos nenhuma pertencia a brasileiros
Rede de um povo de olho esticado
Exigente, discretos, desconfiados
Aceitava cartão, mas não cheque
Piratearam o CD do SimplesRap
Será que eles tem pacto com o capeta?
Eles estão dominando o planeta

Reessa, Kipô
Reessa, Kipô

Kipô, Kipô, Kipô Reessa